quinta-feira, 13 de dezembro de 2007

Em Português

A Agel lançou, finalmente, e aparentemente oficialmente, um site em português.

Não sei ao certo quando é que isto aconteceu, mas só dei pelo caso ontem à noite.

O link é o seguinte: http://comunidade-agel.com/

Por coincidência, logo na página de entrada damos de caras com a reportagem que o Expresso publicou no início do mês de Novembro, e que eu também apresentei na minha mensagem anterior. É muito interessante esta escolha da Agel.

Facto muitíssimo curioso é a omissão do mini-glossário que acompanha a edição do artigo online, e que fala, sucintamente, sobre as diferenças entre o Multinível lícito e o fraudulento, segundo a entidade reguladora do comércio nos Estados Unidos (podem ler na minha mesagem).

É que quem tem dois dedos de testa consegue logo perceber que o "Plano de Compensações" da AGEL não está, nem nunca esteve, orientado para VENDAS para fora da rede. Há um dos pontos no plano que prevê a venda para fora da rede, ao colocar o consumidor interessado como "cliente preferêncial". Curiosamente, é o ponto que ninguém quer saber para nada, porque não dá qualquer hipótese de rentabilidade.

Gostaria que a Agel nos mostrasse a todos, e já que andamos a falar em honestidade, a percentagem de compras que é feita pela rede interna de consumidores (os chamados team-members, os agéis) e a percentagem de compras que é feita por "clientes preferênciais". No mercado português e em todos os outros.

(se calhar é mais uma daquelas informações que eles "não podem" divulgar)


-----------------------

Errata:
Afinal foi um falso alarme - o site não é institucional
Agradeço os avisos feitos por dois dos meus leitores.

15 comentários:

Anónimo disse...

voce é tao inteligente que não consegui ver que esse site não é oficial da agel portugal ou lá o que diz, mas sim mais um dos sites de um dos membros da agel

ou melhor, se calhar voce entrou na agel e agora está aqui a colocar o seu site

cumptrimentos

Sand disse...

Sr. Menard nem parece seu,então nao viu que o site é de uma pessoa individual e não da Agel ,veja la no link de adesao que vem como Sponsor Username um tal de didimonte, e o site construido pela conclui.com .

Ate tem um telefone pessoal na area de contacto .

Eles estao a evoluir,cuidado!


No dia em que a Agel tiver um site em portugues eu compro uns pacotes de gel ao sr antonio campos....com etiquetas em portugues..do brasil! Legaú!

Pedro Menard disse...

Epá,

Grande calinada!

Desta vez enganaram-me bem, confesso! E que é tal e qual a imagem do antigo internacional. Está bem mais à frente do que a piroseira dominante nos restante sites de membros.

E pensar que tinha andado lá a ver aquilo à lupa - só não vi mesmo essa do "didimonte".
A da conclui.com não me fez espécie.

Obrigado pelo aviso, sand.

É bom saber que há mais gente interessada.

----

"ou melhor, se calhar voce entrou na agel e agora está aqui a colocar o seu site"

Às vezes custa-me muito perceber determinados raciocínios, mas está bem.

Quem saiu a ganhar disto tudo foi o tal de didimonte... :)

Cumprimentos,

Pedro

Anónimo disse...

"Grande calinada!"

Tirando esta, também todas as outras estão incluidas nas calinadas.

sinceramente, nao tem vida pessoal???

Joao Gonçalves disse...

Desculpem-me, mas não consegui resistir a um post neste blog. Não sou frequentador deste blog nem de tão perto consigo sentir algum interesse pelas temáticas que nele são abordadas.

Acho interessantíssimo, de um ponto de vista meramente observacional, é conseguir desconstruir raciocínios tão bem estruturados e fundamentados como os que aqui estão presentes. O próprio título do blog não remeterá de uma forma inconsciente ou até de uma forma metafórica para um sentido de frustração? Não traçará um caminho muito próprio para um sistema de auto defesa que não está controlado?
Desculpem-me, mas quando surge um blog com o objectivo a que este se propõe, é a meu ver, obrigatório que exista interesse, seja ele de que tipo for. Estaremos perante um interesse meramente financeiro, económico ou será que é mesmo um interesse Moral como defendem? Questiono-me como é possível sobreviver através de ideologias e estruturas intelectuais como as que são desenvolvidas em blogs como este. Porquê? Para quê? Para quem? Que tipo de interesse pode ter um indivíduo que decide, não só abordar um tema que desconhece, como refutá-lo sem argumentos? Vejo como a resposta a estas questões uma reflexão sobre a mentalidade da generalidade dos indivíduos que mais nada fazem para além de defender os seus interesses e de uma constante tentativa de se sobressaírem perante uma comunidade que não é nada mais nem nada menos do que ilusória. Como se tal não bastasse, o apoio de tudo isto é feito, segundo eles, em bases estruturais de uma sociedade que desconhecem por completo... Ética e Moral. Argumentam que o fazem para bem da sociedade, numa atitude de defender e proteger o próximo, enfim… será mesmo?

Os meus mais sinceros cumprimentos a todos os assíduos visitantes e participantes deste blog. Parabéns pelo excelente trabalho presente neste blog, que bem expremido, o seu conteúdo não serve para nada mais do que entreter mentes frustradas, revoltadas e preguiçosas. Keep Up The Good Work!

Pedro Menard disse...

Quero manifestar o meu agradecimento pessoal pela sua opinião muitíssimo lúcida, esclarecida e bem falante sobre as minhas frustrações pessoais.

Agora sei porque é que aquelas consultas todas no psiquiatra deram para o torto. Foi dinheiro mal gasto, está visto.

Espanta-me que não tenha colocado Fred ao barulho, e mais a Electra e as consequentes obsessões.

Espanta-me sobretudo, a agarrando naquilo que pretende criticar, como consegue chegar a tantas conclusões sem um mínimo de conhecimentos pelo objecto de estudo (eu, em concreto).

Como não faz sequer intenções de falar acerca dos assuntos abordados no blog, vou considerar como um ataque pessoal a sua intervenção e não pensar mais no caso.

Mais: não vou apagar o seu comentário por uma questão de exemplo, mas fica advertido contra futuras tentativas em explorar assuntos que nada têm a ver com as matérias.

E não me venha falar em censura. As regras são conhecidas: a discussão deve centrar-se sobre o assunto Agel, não sobre as minhas motivações ou frustrações ou razões pessoais. Essas não dizem respeito a ninguém se não a mim.

Melhores cumprimentos,

.. and please do not worry. I intend to and I shall.

Pedro Menard

Sand disse...

Nao precisa de ser tao desconfiado sr. Menard,afinal foi o sr. que referiu o site ,apenas limitei a confirmar atraves de dados concretos o que o primeiro leitor transmitiu atraves de insultos.

Penso que nao deveria ter duvidas sobre o que penso da Agel,atraves das poucas palavras expressas no seu blog.

Se aqui estou no seu blog foi porque fui a uma demonstração do "negocio" Agel atraves de amigos,os quais ja aderiram. Quis mais informações para alem do que me deram na demonstração,e apos uma pesquisa encontrei o seu blog ainda em fase embrionaria.

Mas nao pense que foi tarefa facil encontrar o seu blog no meio de tantos sites de Ageis ,que explicam (alguns até atraves dos 10 mandamentos) que o negocio Agel é tão importante no presente como a invenção da roda ou a revolução industrial foram no seu tempo.

Apos ler o reverso da medalha,obtive a confirmação do que ja suspeitava no fim da demonstração. E nunca mais teria dado a minima importancia a esta situação.

O que me provocou tanto interesse no desenvolvimento deste assunto foi ter encontrado uma pessoa que sem qualquer motivo pessoal,se dispos a perder algum do seu tempo e paciencia ,com uma inteligencia acima da media ,em explicar com um raciocinio logico atraves de uma escrita clara e sucinta ,em que consiste verdadeiramente o negocio que a Agel propoe.

Tem sido uma tarefa herculania a sua,contra ventos e marés ,tem refutado todas as acusações de que é alvo ,na maioria dos casos atraves de insultos e apelando á sua ignorancia interior (coisas que nem eles sabem responder...) .

O senhor é uma pedra no sapatinho de muita gente neste epoca natalicia ,muitos estao indignados com a sua obstinação em não pactuar com esquemas prejudiciais a muita boa gente que na sua ingenuidade não sabe ao que vai,os outros que entram por ganancia no fim so acabam por aprender da pior maneira.

A realidade muitas vezes ultrapassa a ficção nas emoçoes que provoca nas pessoas. Quem quer perder esta luta titanica de 1 homem contra uma organização que tem nas suas fileiras hordas de fanaticos dispostos a defender a causa Agelica até as ultimas "consequencias" (leia-se moedas nos bolsos).

Continue com o bom trabalho ,parece me que bastante gente partilha a sua opinião ,ainda tenho a esperança que quem se opoe tanto a si responda finalmente as dezenas de questoes colocadas ,algumas inclusivé por mim,sobre tudo o que diz respeito á Agel.

Sand disse...

So á segunda é que reparei que o seu comentario se referia ao primeiro post,retiro o que disse sobre a disconfiança ( apos 1 dia de trabalho o cansaço prega das suas).

Cumprimentos Natalicios

Anónimo disse...

se foi a uma ABB da agel com os seus amigos, e eles aderiram á agel e voce nao, entao nao tem escolhido bem os seus amigos!? ou entao nao os aconcelha bem, se voce acha que fez bem nao entrar devia ter contado aos seus amigos porque nao entrou.
é o que eu faria contava aos meus amigos porque nao entrava, mas nem todas as pessoas podem pensar da mesma forma, como é obvio, se nao nao existiria este blog, cada um tem o seu pensar

mas sinceramente, no seu post anterior só faltou fazer uma declaraçao de amor ao menard

Anónimo disse...

Sand,

Peço-lhe que não responda ao comentário que este senhor acabou de fazer. Não vale a pena. Não há nada para argumentar ou deixar de argumentar. Apenas há insipidez e vacuidade.

Em relação ao seu texto, só lhe posso dizer que me motivou a escrever um artigo quase dedicado a ele. Aí vou colocar todas as razões que me levem a fazer o que estou a fazer. Deverá estar no ar nos próximos dias. Neste momento não tenho outras palavras para lhe agradecer. As sua opinião conta!

Cumprimentos,

Pedro

Prozac disse...

Desculpem, o Sand não responde (até acho bem), mas eu respondo.

Estes gajos são uns cromos do catano.

Defendem o indefensável (nem eles sabem o que defendem) e preocupam-se demais com assuntos que (segundo os mesmos) não deveriam merecer importância. lol

O porquê de eu vir a este site? Tenho todo o prazer em dizer o motivo, mas não a um postal dum vigarista que só se preocupa em dinheiro (no matter what) e se pudesse roubava um cego. Esse tipo de gente não merece o meu respeito quanto mais importância.

Ó génio do português bem falante, em vez de andar à procura no dicionário de palavras interessantes e do fenómeno de Freud seja prático, procure o motivo de estar no meio desses vigaristas. É como eles?

Se algum amigo meu entra nisso? Só se for iludido pelas "falinhas mansas" que voçês usam... Se tiver mínimo de princípios e de inteligência mandam-vos passear...

Se algum meu amigo entra nesse esquema, a única coisa que tenho a dizer é que lamento. Nem sempre pudemos tomar boas decisões e quando tomamos as más a vida encarrega-se de nos ensinar.

A minha vida rege-se por princípios que estão bem definidos, como tal, jamais criaria um negócio que viva da ignorância e da desgraça dos outros.

Mais lhe digo, esse negócio cativa malandros que só vêem dinheiro à frente, desses não tenho pena nenhuma, têm o que merecem. Lamento é as pessoas (de bem) que estão em situações económicas aflitas e que são ais vulneráveis a estes oportunistas.

Para finalizar, aceite um conselho. Vá fazer algo útil da sua vida, que andar a enganar os outros... Um dia destes nem descansado na rua anda. Ainda lhe aparece um desgraçado que você aldabrou e lhe faz a folha. lol

Sand e Pedro, desculpem-me estar a meter na conversa, mas estes gajos são uns intratáveis.

Cumps

Anónimo disse...

Amigo

Desculpa dizer isto, mas És daquelas pessoas que gosta de falar sem saber o que está a falar.

O site de que falas, Nada tem a ver com a Agel.

Aquilo é um site feito por um distribuidor Brasileiro.

Repito: O site que falas, NAO é o site oficial.

Eu nem me importo que fales mal..., mas pelo menos...fala do que sabes. Nao digas tantos disparates.
E desejo-te um Bom Sucesso na Herbalife.

Abraços

Anónimo disse...

Ó Sr. meu amigo, eu já vi que fiz borrada e até inclui uma errata no final do artigo a mencionar esse facto. Fiz isso no próprio dia em que outros leitores deste blog me avisaram do erro. Só não tirei a mensagem do ar porque ela continua a fazer todo o sentido no que respeita à omissão de certas informações por parte da Agel e/ou respectivos associados.

O erro de desinformação que o Sr. tanto pretende criticar, e que eu reconheço ter feito, é o mesmo em que incorre ao fazer esta declaração não sei quantos dias depois.

Sem mais comentários,

Pedro Menard

Prozac disse...

Sem querer ser "radical" com as palavras, mas parece é que alguns "Agéis" estão mesmo à espera do minimo erro para descredibilizar o trabalho dos outros.

Mas o Sr. Amigo devia estar um pouco mais atento às palavras, está bem expresso, no blog, o erro, há alguns dias.

Também é compreensível, é sinal que não têm mais nada para dizer.

Enfim, esta intervenção nem merecia qualquer tipo de comentário. Só demonstra as limitações dos mesmos.

Cumprimentos.

Anónimo disse...

Só quero aqui deixar um esclarecimento:

Eu cometo erros.

Eu comento até muitos erros. Quase sempre devido a desatenções ou a alegações que faço sem estar na posse de toda a informação. Não culpo mais ninguém por esses erro. São os meus erros.

Não vou é fingir que não se passou nada e assobiar para o lado ou tentar apagar à pressa as coisa que fiz mal. Assumo tudo.

Errar faz parte do jogo.

Prefiro saber e ter a consciência de que errei e prefiro dar a conhecer os meus erros.

Mostrar o que correu mal favorece todo este processo, na medida em que revela as falhas no meu raciocínio e deixa um "documento" para a posteridade.

Até agora, e felizmente, os erros e enganos que tenho cometido neste blog não têm prejudicado a ideia principal subjacente nas mensagens.

Mais:

Não tenho problemas nenhuns em assumir aquilo que do meu lado são fraquezas e aquilo que do lado da Agel são forças (o produto, por exemplo, que não tenho nenhuma crítica negativa a apontar nem dados concretos para o fazer - o que tenho é falta de informação e descrédito). Mas, meste momento, a porporção de forças não me parece muito favorável a tal empresa.

Cumprimentos,

Pedro.